Click here to close now.




















Welcome!

API Journal Authors: Esmeralda Swartz, Carmen Gonzalez, Trevor Parsons, Elizabeth White, Liz McMillan

News Feed Item

Monster Worldwide Divulga Resultados do Terceiro Trimestre de 2012 e Anuncia Reestruturação Societária

A Monster Worldwide, Inc. (NYSE: MWW) divulgou hoje os resultados financeiros para o terceiro trimestre findo em 30 de setembro de 2012. A empresa também anunciou que implementará uma reestruturação societária para se concentrar em seu negócio essencial e reduzir sua estrutura de custos a fim de melhorar a rentabilidade e fluxo de caixa.

Sal Iannuzzi, Presidente do Conselho, Presidente e Diretor-Presidente da Monster Worldwide, afirmou: "Durante o terceiro trimestre, os nossos pedidos na América do Norte, excluindo o setor vertical do governo, subiram ligeiramente, enquanto que os pedidos na Europa e na Ásia foram influenciados negativamente pelo ambiente econômico desafiador. Estamos implementando um plano para concentrar nossos recursos em nossos maiores mercados, onde geramos a maior parte de nossa receita e lucros e onde estamos vivenciando uma maior tração de clientes com as nossas tecnologias avançadas. Nós acreditamos que este plano fornece para a Monster os recursos para aumentar nossos principais negócios na América do Norte e Europa ".

"Enquanto nossa análise das alternativas estratégicas está em curso e continuamos empenhados em maximizar o valor para os acionistas, hoje nós estamos anunciando uma série de ações destinadas a aumentar a rentabilidade da empresa e fortalecer seus principais mercados rentáveis", concluiu Iannuzzi.

Reestruturação Societária

As ações de reestruturação anunciadas hoje incluem:

  • Procurar vender a ChinaHR e classificar os ativos conforme mantidos para venda nos resultado financeiros do terceiro trimestre. Em decorrência disso, a ChinaHR está excluída das operações contínuas do terceiro trimestre e os resultados anteriores foram revistos para refletir essa mudança. A empresa informou uma despesa de impedimento de ativo não-monetário e uma baixa de ativo fiscal diferido de $225 milhões referentes à ChinaHR nos resultados operacionais GAAP.
  • Avaliar todas as opções para os mercados em desenvolvimento e reduzir substancialmente as perdas incorridas nesses mercados.
  • Continuar e acelerar a redistribuição de gastos em marketing e vendas nos mercados principais da Monster, ao mesmo tempo em que reduz a taxa de execução das despesas operacionais.

Esta série de ações descritas acima deverá reduzir a despesa operacional da Monster Worldwide em cerca de $130 milhões dólares por ano. As despesas pré-imposto acumuladas dentro da faixa de $50 milhões a $60 milhões serão registradas, e, deste valor, a maior parte será em espécie e registrada no quarto trimestre de 2012. A empresa prevê que a maioria dessas ações ocorrerá até o final do ano.

Resultados do Terceiro Trimestre de 2012

Como resultado da deficiência da carga e classificação da ChinaHR como um ativo mantido para venda, os resultados efetivos comunicados não serão comparáveis às receitas e orientação do lucro por ação fornecidas no comunicado dos lucros do segundo trimestre de 2012 da Monster Worldwide. Em base comparável, as receitas do terceiro trimestre e o lucro por ação estão em linha com a faixa de orientação anterior.

O total de pedidos de operações contínuas foi de $213 milhões, em comparação com $249 milhões no mesmo período no exercício anterior. De um ano para o outro, a conversão de moeda teve um impacto negativo de $7 milhões sobre os pedidos no terceiro trimestre de 2012. De um ano para o outro, o declínio no total de pedidos se deve principalmente ao desaquecimento financeiro contínuo na Europa e na Ásia, que foi impactado negativamente pelos desafios econômicos globais, e parcialmente compensado pela força dos canais de jornais e pessoal da América do Norte. As receitas de operações contínuas foram de $222 milhões, em comparação com as receitas do terceiro trimestre de 2011 no valor de $249 milhões. De um ano para o outro, a conversão de moeda teve um impacto negativo de $9 milhões sobre as receitas no terceiro trimestre de 2012. Os dados históricos sobre pedidos e receitas de operações contínuas dos trimestres anteriores estão disponíveis nas informações complementares financeira da Empresa.

As despesas operacionais GAAP consolidadas das operações contínuas de $207 milhões são comparáveis aos $219 milhões no terceiro trimestre de 2011. O lucro líquido de operações contínuas para o terceiro trimestre foi de $39 milhões, ou $0,35 por ação, que incluiu $31 milhões, ou $0,28 por ação de benefício fiscal não monetário associado à reversão do passivo de juros e imposto ASC 740 (FIN 48) registrado anteriormente. No terceiro trimestre de 2011, a Empresa registrou lucro líquido de operações contínuas de $19 milhões, ou $0,15 por ação. Os itens pró-forma estão descritos nas "Notas sobre o uso de Medidas Financeiras não-GAAP" e estão conciliados de acordo com a medida GAAP nas tabelas em anexo.

O lucro líquido não-GAAP das operações contínuas de $9,5 milhões, ou $0,09 por ação, e comparável aos $20 milhões, ou $0,16 por ação no terceiro trimestre de 2011. As despesas operacionais não-GAAP de $205 milhões diminuíram 6% de um exercício para o outro.

Caixa e disponibilidades eram $175 milhões em 30 de setembro de 2012, em comparação aos $250 milhões em 31 de dezembro de 2011. O fluxo de caixa operacional líquido no trimestre foi de $7,7 milhões. A receita diferida em 30 de setembro de 2012 foi de $333 milhões em comparação com os $330 milhões em 30 de setembro de 2011, excluindo os resultados da ChinaHR.

Resultados dos Nove Meses

A Monster Worldwide registrou receita total de operações contínuas no valor de $682 milhões para os nove meses findos em 30 de setembro de 2012, em comparação com os $761 milhões no mesmo período do exercício anterior, que incluiu $22 milhões do negócios de geração de lead de arbitragem da IAF e $2,7 milhões de reajuste na contabilidade de compras relacionada à aquisição da HotJobs. A empresa registrou lucro GAAP das operações contínuas de $57 milhões, ou $0,50 por ação diluída, em comparação com os lucros GAAP de $35 milhões, ou $0,27 por ação diluída, no período anterior.

Recompra de Ações

Durante o terceiro trimestre de 2012, a Monster recomprou 1,1 milhão de suas ações ordinárias a um custo médio de $6,16 dólares por ação, por um total de $7 milhões. Em 30 de setembro de 2012, havia cerca de $143 milhões remanescentes sob o programa de recompra de ações de $250 milhões anunciado anteriormente.

Empresa oferece Orientação de Lucro por Ação do 4º Trimestre

Diante do desaquecimento econômico global contínuo e ações anunciadas hoje, a Empresa não fornecerá orientação para pedidos e receitas neste momento. O lucro por ação do quarto trimestre de operações contínuas deve ficar na faixa de $ 0,05 a $0,10. Isso se traduz em um lucro por ação de todo o exercício de 2012 das operações contínuas na faixa de $0,29 a $0,34.

Teleconferência e Webcast

Os resultados do terceiro trimestre de 2012 serão discutidos na teleconferência trimestral da Monster Worldwide no dia 8 de novembro de 2012 às 08h:30min ET. Um webcast ao vivo da teleconferência pode ser acessado on-line na seção Relações com Investidores do site da Empresa em http://ir.monster.com. Para participar da teleconferência por telefone, ligue para (888) 696-1396 ou (706) 758-9636. O ID da conferência de referência é 43475537.

Será mencionada uma apresentação de slides financeiros durante a teleconferência e ela poderá ser vista através do webcast ao vivo. Um PDF da apresentação financeira também pode ser acessado diretamente em http://www.about-monster.com/sites/default/files/2012_Q3_earningslidefinal.pdf ou através do site Relações com Investidores da Empresa http://ir.monster.com.

A Empresa também disponibilizou certas informações financeiras complementares que podem ser acessadas diretamente em http://www.about-monster.com/sites/default/files/2012_Q3_MWWFinancialSupplements.pdf ou através do site Relações com Investidores da Empresa http://ir.monster.com.

Para obter a reprodução da teleconferência, ligue para (855) 859-2056 ou (404) 537-3406. O ID de referência é 21035000. Este número é válido até a meia-noite do dia 22 de novembro de 2012.

Sobre a Monster Worldwide

A Monster Worldwide, Inc. (NYSE: MWW), empresa controladora da Monster®, é a líder mundial na conexão bem sucedida de pessoas às oportunidades de emprego. Da Internet até celulares e redes sociais, a Monster ajuda as empresas a encontrar o candidato ideal para o cargo certo através de soluções personalizadas usando as tecnologias mais avançadas do mundo. Com presença local em aproximadamente 55 países, a Monster conecta empresas e candidatos de alta qualidade em todos os níveis, presta consultoria de carreiras personalizadas para consumidores globalmente e fornece uma vasta audiência altamente focada para os anunciantes Para saber mais sobre os serviços e produtos da Monster líderes no setor, acesse o site www.monster.com. Mais informações sobre a empresa estão disponíveis no site http://about-monster.com.

Nota especial: As declarações contidas neste comunicado que não sejam estritamente históricas, incluindo, sem limitação, declarações relativas à direção estratégica, perspectivas e resultados futuros da empresa, constituem declarações prospectivas dentro do significado da Seção 27A da Lei de Valores Mobiliários de 1933 e Seção 21E da Lei de Mercado de Capitais de 1934. Tais declarações prospectivas envolvem determinados riscos e incertezas e, portanto, os resultados reais podem diferir materialmente dos expressos ou implícitos aqui e nenhuma garantia pode ser dada de que a Companhia irá realizar, entre outras coisas, sua perspectiva com relação aos ganhos por ação no quarto trimestre fiscal de 2012, ou em todo o exercício fiscal de 2012. Os fatores que poderiam fazer com que os resultados diferissem materialmente daqueles expressos ou implícitos por tais declarações prospectivas incluem, mas não estão limitados a condições econômicas e outras condições nos mercados em que operamos, riscos associados a aquisições ou alienações, concorrência, e outros riscos discutidos no nosso Formulário 10-Q e em nossos outros registros feitos junto à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), cujas discussões estão incorporadas neste comunicado por referência. Muitos dos fatores que irão determinar os resultados futuros da Empresa estão além da capacidade da administração para controlar ou prever. Os leitores não devem depositar confiança indevida nas declarações prospectivas contidas neste comunicado, uma vez que elas refletem as opiniões da administração somente na data deste comunicado. A empresa não assume qualquer obrigação de revisar ou atualizar as declarações prospectivas dispostas neste comunicado ou preparar qualquer outra declaração prospectiva, quer como resultado de novas informações, eventos futuros ou de qualquer outra forma.

Observações sobre a utilização de medidas financeiras não-GAAP

A empresa forneceu algumas informações financeiras não-GAAP como informação adicional aos resultados operacionais. Estas medidas não estão em conformidade com, nem são uma alternativa aos princípios contábeis geralmente aceitos (GAAP), e podem ser diferentes das medidas não-GAAP relatadas por outras empresas. A empresa acredita que a apresentação de medidas não-GAAP oferece informações úteis para a gerência e aos investidores com relação a algumas tendências de negócios e financeiras relacionadas à condição financeira e resultados de operações da empresa.

As receitas não-GAAP, despesas operacionais, receita operacional de operações contínuas, margem operacional, receita líquida de operações contínuas, lucro (prejuízo) líquido de operações descontínuas e lucro (prejuízo) diluído por ação excluem determinados reajustes pró-forma, inclusive: custos incorridos para a reestruturação de 2012; recuperação de prêmio de restituição de ex-executivo; custos incorridos para as alternativas estratégicas da Empresa; benefícios de imposto de renda associados à reversão das reservas de imposto de renda de determinadas posições fiscais e um benefício fiscal relacionado a determinadas perdas decorrente do programa de reestruturação da empresa; os resultados do negócio Careers – China já que ele foi classificado como mantido para venda no terceiro trimestre de 2012; o reajuste pelo valor justo para a receita diferida com relação à aquisição da HotJobs Assets; o recebimento de fundos sob custódia associados à aquisição da ChinaHR; encargos rescisórios e instalação, principalmente relacionados à reorganização global de produtos e tecnologia; mudanças nas hipóteses de sublocação sobre instalações que saíram anteriormente; custos relacionados à aquisição e integração referentes à aquisição da HotJobs Assets; ganhos e perdas realizados e não-realizados sobre valores mobiliários negociáveis; e despesas de reestruturação principalmente relacionadas aos encargos rescisórios e instalações associados à decisão de não mais se envolver em determinadas atividades dentro do segmento de Propaganda na Internet e Honorários. A Companhia utiliza estas medidas não-GAAP para analisar os resultados em curso das operações essenciais da Empresa e, em certos casos, para medir o desempenho sob determinados planos de remuneração de incentivo da Empresa. Estas medidas não-GAAP podem não ser comparáveis a medidas intituladas de forma similar reportadas por outras empresas.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) é definido como rendimento líquido ou perda antes de rendimento de juros ou despesas, gastos ou benefícios de imposto de renda, lucro líquido ou perda na participação acionária, depreciação e amortização, despesa com remuneração não monetária e custos com reestruturação não monetária. A empresa considera o EBITDA como um importante indicador de sua solidez operacional que a empresa acredita ser útil para a gerência e para os investidores ao avaliar o desempenho operacional da mesma. EBITDA é uma medida não-GAAP e pode não ser comparável com medidas de título semelhante reportadas por outras empresas.

O rendimento operacional antes da depreciação e amortização (OIBDA) é definido como rendimento líquido ou perda de operações antes da depreciação, amortização de ativos intangíveis, amortização de remuneração com base em capital e custos não monetários incorridos com relação ao programa de reestruturação da empresa. A empresa considera o OIBDA como um importante indicador de sua solidez operacional. Esta medida elimina os efeitos da depreciação, amortização de ativos intangíveis, amortização de remuneração com base em capital e custos não monetários da reestruturação entre períodos, que a empresa acredita ser útil para a gerência e para os investidores ao avaliar o desempenho operacional da mesma. OIBDA é uma medida não-GAAP e pode não ser comparável com medidas de título semelhante reportadas por outras empresas.

Os pedidos representam o valor em dólares de pedidos contratuais recebidos no período pertinente.

O fluxo de caixa livre é definido como fluxo de caixa de atividades operacionais, menos dispêndios de capital. Fluxo de caixa livre é considerado uma medida de liquidez e proporciona informações úteis sobre a capacidade da empresa de gerar caixa após investimentos em bens imobilizados. O fluxo de caixa livre refletido neste comunicado é uma medida não-GAAP e pode não ser comparável com medidas de título semelhante reportadas por outras empresas. O fluxo de caixa livre não reflete a alteração total da posição de caixa da empresa no período, e não deve ser considerado como substituto de tal medida.

Fundos líquidos e títulos são definidos como caixa e disponibilidades imediatas, mais títulos comercializáveis a curto prazo, menos a dívida total. Liquidez total disponível é definida como caixa e disponibilidades imediatas, mais títulos comercializáveis a curto prazo, mais empréstimos não utilizados em nossas linhas de crédito. A empresa considera fundos líquidos e títulos e liquidez total disponível como importantes medidas de liquidez e indicadores da capacidade da empresa de atender suas obrigações contínuas. A empresa também utiliza caixa e títulos e liquidez total disponível, entre outras medidas, para avaliar suas escolhas para mobilização de capital. Fundos líquidos e títulos e liquidez total disponível estão apresentados neste comunicado como medidas não-GAAP e podem não ser comparáveis com medidas de título semelhante usadas por outras empresas.

MONSTER WORLDWIDE, INC.
DEMONSTRAÇÕES CONSOLIDADAS NÃO AUDITADAS DE OPERAÇÕES
(em milhares, exceto por valores por ação)
       
 
Trimestre findo em 30 de setembro de Nove meses findos em 30 de setembro de
2012 2011 2012 2011
 
Receitas $ 221.710   $ 248.580   $ 681.971   $ 761.241  
 
Salários e relacionados 100.837 121.602 317.117 379.833
Escritório e geral 61.289 52.912 173.222 174.652
Marketing e promoção 44.712 42.911 148.517 150.582
Encargos de reestruturação e outros encargos especiais 244 2.004 25.678 2.004
Recuperação de prêmio de restituição de ex-executivo   -     -     (5.350 )   -  
Total despesas operacionais   207.082     219.429     659.184     707.071  
 
Receita Operacional 14.628 29.151 22.787 54.170
 
Juros e outros, líquido   (1.530 )   (1.422 )   (4.172 )   (2.427 )
 
Lucro antes do imposto de renda e prejuízo na participação de capital 13.098 27.729 18.615 51.743
 
(Benefício de) provisão para imposto de renda (26.162 ) 8.813 (39.122 ) 16.132
Prejuízo em participação no capital, líquida   (271 )   (368 )   (726 )   (996 )
 
Receita de operações contínuas 38.989 18.548 57.011 34.615
 
Lucro (prejuízo) de operações descontínuas, líquido de imposto   (233.228 )   13.279     (242.706 )   8.276  
 
Lucro (Prejuízo) Líquido $ (194.239 ) $ 31.827   $ (185.695 ) $ 42.891  
 
Lucro (prejuízo) básico por ação:
 
Receita de operações contínuas $ 0,35 $ 0,15 $ 0,50 $ 0,28
Lucro (Prejuízo) de operações descontínuas, líquido de imposto   (2,10 )   0,11     (2,14 )   0,07  
Lucro (prejuízo) básico por ação $ (1,75 ) $ 0,26   $ (1,64 ) $ 0,35  
 
Lucro (prejuízo) diluído por ação:
 
Receita de operações contínuas $ 0,35 $ 0,15 $ 0,50 $ 0,27
Lucro (prejuízo) de operações descontínuas, líquido de imposto   (2,10 )   0,11     (2,14 )   0,07  
Lucro (prejuízo) diluído por ação $ (1,75 ) $ 0,26   $ (1,64 ) $ 0,34  
 
 
Média ponderada de ações em circulação:
 
Básico   111.239     122.991     113.460     122.212  
 
Diluído   112.212     123.972     114.622     124.338  
 
 
 
Receita operacional antes da depreciação, amortização e reestruturação não-monetária:
 
Receita operacional $ 14.628 $ 29.151 $ 22.787 $ 54.170
Depreciação e amortização de intangíveis 16.141 17.353 48.094 52.121
Amortização de remuneração baseada em ações 5.711 8.788 21.274 33.805
Reestruturação de despesas não monetárias   -     -     6.417     -  
 
Receita operacional antes da depreciação, amortização e reestruturação não-monetária $ 36.480   $ 55.292   $ 98.572   $ 140.096  
 
MONSTER WORLDWIDE, INC.
DEMONSTRAÇÕES CONSOLIDADAS NÃO AUDITADAS DE FLUXOS DE CAIXA
(em milhares)
   
Nove meses findos em 30 de setembro de
2012 2011
Fluxos de caixa fornecidos pelas atividades operacionais:
Lucro (prejuízo) líquido $ (185.695 ) $ 42.891  
Reajustes para conciliar lucro (prejuízo) líquido com o caixa líquido fornecido pelas atividades operacionais:
Depreciação e amortização 52.741 56.298
Provisão para devedores duvidosos 2.064 2.452
Remuneração não monetária 21.582 34.431
Imposto de renda diferido (294 ) (6.562 )
Baixas de reestruturação não monetárias 6.417 -
Prejuízo em participação de capital, líquido 726 996
Ganhos sobre taxa leilão valores mobiliários - (1.732 )
Reversão de posições incertas (43.193 ) -
Impedimento de fundo de comércio 216.221 -
Alterações no ativo e passivo, líquidas de aquisições:
Contas a receber 13.341 47.696
Pré-pagas e outros 11.109 (2.361 )
Receita diferida (28.277 ) (24.931 )
Contas a pagar, passivo acumulado e outros   (30.904 )   (24.163 )
Total reajustes   221.533     82.124  
Caixa líquido fornecido por atividades operacionais   35.838     125.015  
 
Fluxos de caixa usados para atividades de investimento:
Despesas de capital (46.902 ) (45.433 )
Caixa financiado para investidor em participações (2.077 ) (2.559 )
Vendas e vencimentos de títulos negociáveis - 1.732
Dividendos recebidos de investidor não consolidado   728     443  
Caixa líquido usado para atividades de investimento   (48.251 )   (45.817 )
 
Fluxos de caixa (usados para) fornecidos pelas atividades de financiamento:
Produto de empréstimos sobre linhas de crédito 221.355 107.725
Pagamentos sobre empréstimos em linhas de crédito (271.802 ) (9.500 )
Produto de empréstimos a prazo 100.000 -
Pagamentos sobre empréstimos em empréstimos a prazo (42.500 ) -
Recompra de ações ordinárias (65.611 ) -
Imposto retido na fonte relacionado a liquidações líquidas de ações de unidades e prêmios de ações restritos (8.030 ) (16.876 )
Produto do exercício das opções de ações do empregado   23     23  
Caixa líquido (usado) pelas atividades de financiamento   (66.565 )   81.372  
 
Efeitos das taxas de câmbio sobre o caixa 3.764 (1.938 )
 
Aumento (diminuição) líquido no caixa e disponibilidades (75.214 ) 158.632
Caixa e disponibilidades, início do período   250.317     163.169  
Caixa e disponibilidades, fim do período $ 175.103   $ 321.801  
 
Fluxo de caixa livre:
 
Caixa líquido fornecido pelas atividades operacionais $ 35.838 $ 125.015
Menos: Despesas de capital   (46.902 )   (45.433 )
Fluxo de caixa livre $ (11.064 ) $ 79.582  
 
MONSTER WORLDWIDE, INC.
BALANÇOS PATRIMONIAIS CONSOLIDADOS, CONDENSADOS E NÃO AUDITADOS
(em milhares)
   
Ativo: 30 de setembro de 2012 31 de dezembro de 2011
 
Caixa e disponibilidades $ 175.103 $ 250.317
Contas a receber, líquido 315.058 343.546
Propriedades e equipamentos, líquido 150.541 156.282
Fundo de comércio e intangíveis, líquido 913.793 1.184.122
Outros ativos 103.797 123.731
Ativos de negócio mantido para venda   80.303   -
Total Ativo $ 1.738.595 $ 2.057.998
 
Passivo e Patrimônio Líquido:
 
Contas a pagar, despesas acumuladas e outros passivos circulantes $ 170.700 $ 213.817
Receita diferida 332.723 380.310
Parcela atual de dívida de longo prazo e empréstimos sobre linha de crédito 14.191 188.836
Imposto de renda de longo prazo a pagar 61.612 94.750
Dívida de longo prazo, menos parcela atual 181.750 -
Outros passivos exigíveis a longo prazo 10.897 16.158
Passivo de negócio mantido para venda   31.881   -
Total Passivo $ 803.754 $ 893.871
 
Patrimônio Líquido 934.841 1.164.127
     
Total Passivo e Patrimônio Líquido $ 1.738.595 $ 2.057.998
 
MONSTER WORLDWIDE, INC.
DEMONSTRAÇÕES NÃO-GAAP NÃO AUDITADAS DE OPERAÇÕES E CONCILIAÇÕES
(em milhares, exceto valores por ação)
               
Trimestre findo em 30 de setembro de 2012 Trimestre findo em 30 de setembro de 2011
Conforme reportado

Reajustes
Não-GAAP

Consolidado
Não-GAAP

Conforme reportado

Reajustes
Não-GAAP

Consolidado
Não-GAAP

 
Receitas $ 221.710 $ - $ 221.710 $ 248.580 $ - $ 248.580
 
Salários e relacionados 100.837 - 100.837 121.602 - 121.602
Escritório e Geral 61.289 (1.484 ) g 59.805 52.912 - 52.912
Marketing e promoção 44.712 - 44.712 42.911 - 42.911
Encargos de Reestruturação e outros encargos especiais   244     (244 ) e   -     2.004     (2.004 ) e   -  
Total Despesas Operacionais   207.082     (1.728 )   205.354     219.429     (2.004 )   217.425  
Receita operacional 14.628 1.728 16.356 29.151 2.004 31.155
Margem operacional 6,6 % 7,4 % 11,7 % 12,5 %
 
Juros e outros, líquido   (1.530 )   -     (1.530 )   (1.422 )   -     (1.422 )
 
Receita antes do imposto de renda e prejuízo em participações de capital 13.098 1.728 14.826 27.729 2.004 29.733
 
(Benefício de) provisão para Imposto de Renda (26.162 ) 31.169 i,j 5.007 8.813 671 j 9.484
Prejuízo em participação de capital, líquido   (271 )   -     (271 )   (368 )   -     (368 )
Receita de operações contínuas   38.989     (29.441 )   9.548     18.548     1.333     19.881  
 
Lucro (prejuízo) de operações descontínuas (233.228 ) 233.228 k - 13.279 (13.279 ) k -
           
Lucro (prejuízo) líquido $ (194.239 ) $ 203.787   $ 9.548   $ 31.827   $ (11.946 ) $ 19.881  
 
Lucro (prejuízo) diluído por ação:*
Receita de operações contínuas $ 0,35 $ (0,26 ) $ 0,09 $ 0,15 $ 0,01 $ 0,16
Lucro (prejuízo) de operações descontínuas, líquido de imposto   (2,10 )   2,10     -     0,11     (0,11 )   -  
Lucro (prejuízo) diluído por ação $ (1,75 ) $ 1,83   $ 0,09   $ 0,26   $ (0,10 ) $ 0,16  
 
Média ponderada de ações em circulação:
Básico 111.239 111.239 111.239 122.991 122.991 122.991
Diluído 112.212 112.212 112.212 123.972 123.972 123.972
 
 
Nove meses findos em 30 de setembro de 2012 Nove meses findos em 30 de setembro de 2011
Conforme reportado

Reajustes
Não-GAAP

Consolidado
Não-GAAP

Conforme reportado

Reajustes
Não-GAAP

Consolidado
Não-GAAP

 
Receitas $ 681.971 $ - $ 681.971 $ 761.241 2.658 a $ 763.899
 
Salários e relacionados 317.117 - 317.117 379.833 (1.178 ) b,c 378.655
Escritório e Geral 173.222 (3.313 ) g 169.909 174.652 (6.829 ) c,d 167.823
Marketing e promoção 148.517 - 148.517 150.582 - 150.582
Encargos de Reestruturação e outros encargos especiais 25.678 (25.678 ) e - 2.004 (2.004 ) e -
Recuperação de prêmio restituído de ex-executivo   (5.350 )   5.350   f   -     -     -     -  
Total Despesas Operacionais   659.184     (23.641 )   635.543     707.071     (10.011 )   697.060  
Receita operacional 22.787 23.641 46.428 54.170 12.669 66.839
Margem operacional 3,3 % 6,8 % 7,1 % 8,7 %
 
Juros e outros, líquido   (4.172 )   -     (4.172 )   (2.427 )   (1.120 ) h   (3.547 )
 
Receita antes do imposto de renda e prejuízo em participações de capital 18.615 23.641 42.256 51.743 11.549 63.292
 
(Benefício de) provisão para Imposto de Renda (39.122 ) 52.993 i,j 13.871 16.132 4.029 j 20.161
Prejuízo em participação de capital, líquido   (726 )   -     (726 )   (996 )   -     (996 )
Receita de operações contínuas   57.011     (29.352 )   27.659     34.615     7.520     42.135  
 
Prejuízo de operações descontínuas (242.706 ) 242.706 k - 8.276 (8.276 ) k -
           
Lucro (prejuízo) líquido $ (185.695 ) $ 213.354   $ 27.659   $ 42.891   $ (756 ) $ 42.135  
 
Lucro (prejuízo) diluído por ação:*
Receita de operações contínuas $ 0,50 $ (0,26 ) $ 0,24 $ 0,27 $ 0,06 $ 0,34
Lucro (prejuízo) de operações descontínuas, líquido de imposto   (2,14 )   2,14     -     0,07     (0,07 )   -  
Lucro (prejuízo) diluído por ação $ (1,64 ) $ 1,88   $ 0,24   $ 0,34   $ (0,01 ) $ 0,34  
 
Média ponderada de ações em circulação:
Básico 113.460 113.460 113.460 122.212 122.212 122.212
Diluído 114.622 114.622 114.622 124.338 124.338 124.338
 
Nota sobre reajustes pró-forma:
As informações financeiras incluídas neste documento contém certas medidas financeiras não-GAAP. Estas informações não se destinam a ser usadas no lugar das informações financeiras preparadas e apresentadas de acordo com o GAAP e não pretendem ser consideradas separadamente. Acreditamos que a apresentação acima das medidas não-GAAP fornecem informações úteis para a gestão e para os investidores sobre determinadas tendências comerciais e operacionais fundamentais relacionadas aos resultados de nossas operações, excluindo determinadas despesas relacionadas à reestruturação e outras despesas especiais.
 
Os reajustes pró-forma consistem no seguinte:
 
a. Reajuste pelo valor justo da receita diferida requerido sob as regras contábeis de compra relacionadas à aquisição da HotJobs Assets no 3º trimestre de 2010.
 
b. Despesas rescisórias relacionadas essencialmente à reorganização dos grupos de produtos e tecnologia mundialmente.
 
c. Custos relacionados à aquisição e integração associados à aquisição da HotJobs Assets.
 

d. Encargos relacionados a mudanças nas hipóteses de sublocação sobe instalações que saíram anteriormente.

 
e. Encargos relacionados à reestruturação referentes às ações estratégicas que a empresa anunciou em janeiro de 2012 e encargos relacionados ao fato da empresa não mais se ocupar do negócio de geração de lead de arbitragem em 2011. Essas despesas incluem custos relacionados com a redução da força de trabalho da empresa, baixa de ativos fixos, custos relacionados à consolidação de determinadas instalações comerciais e taxas profissionais.
 
f. Restituição do prêmio pago por um ex-executivo para o governo dos Estados Unidos com relação às práticas históricas de opção de ações da Empresa.
 
g. Custos diretamente associados a nossa análise previamente anunciada das alternativas estratégicas.
 
h. Ganhos líquidos realizados sobre títulos disponíveis para venda.
 
i. Reajuste de imposto de renda não-GAAP inclui a reversão de reservas de imposto de renda sobre as posições fiscais incertas durante o trimestre e um benefício fiscal não recorrente relacionado a certas perdas decorrentes de programa de reestruturação da empresa.
 
j. O reajuste de imposto de renda é calculado com base na alíquota fiscal efetiva do período reportado, multiplicado pelo reajuste pró-forma para o lucro (prejuízo) antes do imposto de renda e perdas em participação no capital.
 
k. Representa os resultados de operações descontínuas relacionados à nossa decisão de vender nosso negócio Careers-China. A venda deverá ser concluída durante os próximos 12 meses.
 
*O lucro por ação pode não estar somado em certos períodos devido ao arredondamento.
 
MONSTER WORLDWIDE, INC.
INFORMAÇÕES DE SEGMENTO OPERACIONAL NÃO-GAAP NÃO AUDITADO
(em milhares)
         
 
Trimestre findo em 30 de setembro de 2012

Carreiras -
América do Norte

Carreiras -
Internacional

Publicidade na
Internet e
Honorários

Despesas
Corporativas

Total
 
Receitas - GAAP $ 115.455 $ 87.451 $ 18.804 $ 221.710
Reajustes Não-GAAP   -     -     -     -  
Receitas - Não-GAAP $ 115.455   $ 87.451   $ 18.804   $ 221.710  
 
Lucro (prejuízo) operacional - GAAP $ 17.169 $ 4.124 $ 4.990 $ (11.655 ) $ 14.628
Reajustes Não-GAAP   (116 )   570     9     1.265     1.728  
Lucro (prejuízo) operacional - Não-GAAP $ 17.053   $ 4.694   $ 4.999   $ (10.390 ) $ 16.356  
 
OIBDA - GAAP $ 26.887 $ 10.552 $ 6.990 $ (7.949 ) $ 36.480
Reajustes Não-GAAP   (116 )   570     9     1.265     1.728  
OIBDA - Não-GAAP $ 26.771   $ 11.122   $ 6.999   $ (6.684 ) $ 38.208  
 
Margem Operacional - GAAP 14,9 % 4,7 % 26,5 % 6,6 %
Margem Operacional- Não-GAAP 14,8 % 5,4 % 26,6 % 7,4 %
 
Margem OIBDA - GAAP 23,3 % 12,1 % 37,2 % 16,5 %
Margem OIBDA - Não-GAAP 23,2 % 12,7 % 37,2 % 17,2 %
 
Trimestre findo em 30 de setembro de 2011

Carreiras-
América do Norte

Carreiras -
Internacional

Publicidade na
Internet e
Honorários

Despesas
Corporativas

Total
 
Receitas $ 123.160 $ 103.623 $ 21.797 $ 248.580
Reajustes Não-GAAP   -     -     -     -  
Receitas - Não-GAAP $ 123.160   $ 103.623   $ 21.797   $ 248.580  
 
Lucro (prejuízo) operacional - GAAP $ 21.434 $ 15.825 $ 395 $ (8.503 ) $ 29.151
Reajustes Não-GAAP   -     323     1.681     -     2.004  
Lucro (prejuízo) operacional - Não-GAAP $ 21.434   $ 16.148   $ 2.076   $ (8.503 ) $ 31.155  
 
OIBDA - GAAP $ 33.589 $ 24.374 $ 3.737 $ (6.408 ) $ 55.292
Reajustes Não-GAAP   -     323     1.681     -     2.004  
OIBDA - Não GAAP $ 33.589   $ 24.697   $ 5.418   $ (6.408 ) $ 57.296  
 
Margem Operacional - GAAP 17,4 % 15,3 % 1,8 % 11,7 %
Margem Operacional - Não-GAAP 17,4 % 15,6 % 9,5 % 12,5 %
 
Margem OIBDA - GAAP 27,3 % 23,5 % 17,1 % 22,2 %
Margem OIBDA - Não-GAAP 27,3 % 23,8 % 24,9 % 23,0 %
 
Nove meses findos em 30 de setembro de 2012

Carreiras -
América do Norte

Carreiras -
Internacional

Publicidade na
Internet e
Honorários

Despesas
Corporativas

Total
 
Receitas - GAAP $ 351.418 $ 272.825 $ 57.728 $ 681.971
Reajustes Não-GAAP   -     -     -     -  
Receitas - Não-GAAP $ 351.418   $ 272.825   $ 57.728   $ 681.971  
 
Lucro (prejuízo) operacional - GAAP $ 35.279 $ 6.407 $ 13.565 $ (32.464 ) $ 22.787
Reajustes Não-GAAP   14.213     9.433     1.166     (1.171 )   23.641  
Lucro (prejuízo) operacional - Não-GAAP $ 49.492   $ 15.840   $ 14.731   $ (33.635 ) $ 46.428  
 
OIBDA - GAAP $ 71.071 $ 28.149 $ 20.532 $ (21.180 ) $ 98.572
Reajustes Não-GAAP   8.965     8.898     543     (1.184 )   17.222  
OIBDA - Não-GAAP $ 80.036   $ 37.047   $ 21.075   $ (22.364 ) $ 115.794  
 
Margem Operacional - GAAP 10,0 % 2,3 % 23,5 % 3,3 %
Margem Operacional - Não-GAAP 14,1 % 5,8 % 25,5 % 6,8 %
 
Margem OIBDA - GAAP 20,2 % 10,3 % 35,6 % 14,5 %
Margem OIBDA - Não-GAAP 22,8 % 13,6 % 36,5 % 17,0 %
 
Nove meses findos em 30 de setembro de 2011

Carreiras -
América do Norte

Carreiras -
Internacional

Publicidade na
Internet e
Honorários

Despesas
Corporativas

Total
 
Receitas $ 366.757 $ 305.918 $ 88.566 $ 761.241
Reajustes Não-GAAP   2.658     -     -     2.658  
Receitas - Não-GAAP $ 369.415   $ 305.918   $ 88.566   $ 763.899  
 
 
Lucro (prejuízo) operacional - GAAP $ 54.425 $ 38.082 $ 3.760 $ (42.097 ) $ 54.170
Reajustes Não-GAAP   2.885     605     1.702     7.477     12.669  
Lucro (prejuízo) operacional - Não-GAAP $ 57.310   $ 38.687   $ 5.462   $ (34.620 ) $ 66.839  
 
OIBDA - GAAP $ 92.460 $ 66.119 $ 14.643 $ (33.126 ) $ 140.096
Reajustes Não-GAAP   2.885     605     1.702     7.477     12.669  
OIBDA - Não-GAAP $ 95.345   $ 66.724   $ 16.345   $ (25.649 ) $ 152.765  
 
Margem Operacional - GAAP 14,8 % 12,4 % 4,2 % 7,1 %
Margem Operacional - Não-GAAP 15,5 % 12,6 % 6,2 % 8,7 %
 
Margem OIBDA - GAAP 25,2 % 21,6 % 16,5 % 18,4 %
Margem OIBDA - Não-GAAP 25,8 % 21,8 % 18,5 % 20,0 %
 

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

More Stories By Business Wire

Copyright © 2009 Business Wire. All rights reserved. Republication or redistribution of Business Wire content is expressly prohibited without the prior written consent of Business Wire. Business Wire shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

@ThingsExpo Stories
With major technology companies and startups seriously embracing IoT strategies, now is the perfect time to attend @ThingsExpo in Silicon Valley. Learn what is going on, contribute to the discussions, and ensure that your enterprise is as "IoT-Ready" as it can be! Internet of @ThingsExpo, taking place Nov 3-5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA, is co-located with 17th Cloud Expo and will feature technical sessions from a rock star conference faculty and the leading industry players in the world. The Internet of Things (IoT) is the most profound change in personal an...
Containers are not new, but renewed commitments to performance, flexibility, and agility have propelled them to the top of the agenda today. By working without the need for virtualization and its overhead, containers are seen as the perfect way to deploy apps and services across multiple clouds. Containers can handle anything from file types to operating systems and services, including microservices. What are microservices? Unlike what the name implies, microservices are not necessarily small, but are focused on specific tasks. The ability for developers to deploy multiple containers – thous...
Contrary to mainstream media attention, the multiple possibilities of how consumer IoT will transform our everyday lives aren’t the only angle of this headline-gaining trend. There’s a huge opportunity for “industrial IoT” and “Smart Cities” to impact the world in the same capacity – especially during critical situations. For example, a community water dam that needs to release water can leverage embedded critical communications logic to alert the appropriate individuals, on the right device, as soon as they are needed to take action.
The Internet of Things is in the early stages of mainstream deployment but it promises to unlock value and rapidly transform how organizations manage, operationalize, and monetize their assets. IoT is a complex structure of hardware, sensors, applications, analytics and devices that need to be able to communicate geographically and across all functions. Once the data is collected from numerous endpoints, the challenge then becomes converting it into actionable insight.
Manufacturing connected IoT versions of traditional products requires more than multiple deep technology skills. It also requires a shift in mindset, to realize that connected, sensor-enabled “things” act more like services than what we usually think of as products. In his session at @ThingsExpo, David Friedman, CEO and co-founder of Ayla Networks, will discuss how when sensors start generating detailed real-world data about products and how they’re being used, smart manufacturers can use the data to create additional revenue streams, such as improved warranties or premium features. Or slash...
While many app developers are comfortable building apps for the smartphone, there is a whole new world out there. In his session at @ThingsExpo, Narayan Sainaney, Co-founder and CTO of Mojio, will discuss how the business case for connected car apps is growing and, with open platform companies having already done the heavy lifting, there really is no barrier to entry.
As more intelligent IoT applications shift into gear, they’re merging into the ever-increasing traffic flow of the Internet. It won’t be long before we experience bottlenecks, as IoT traffic peaks during rush hours. Organizations that are unprepared will find themselves by the side of the road unable to cross back into the fast lane. As billions of new devices begin to communicate and exchange data – will your infrastructure be scalable enough to handle this new interconnected world?
Through WebRTC, audio and video communications are being embedded more easily than ever into applications, helping carriers, enterprises and independent software vendors deliver greater functionality to their end users. With today’s business world increasingly focused on outcomes, users’ growing calls for ease of use, and businesses craving smarter, tighter integration, what’s the next step in delivering a richer, more immersive experience? That richer, more fully integrated experience comes about through a Communications Platform as a Service which allows for messaging, screen sharing, video...
Consumer IoT applications provide data about the user that just doesn’t exist in traditional PC or mobile web applications. This rich data, or “context,” enables the highly personalized consumer experiences that characterize many consumer IoT apps. This same data is also providing brands with unprecedented insight into how their connected products are being used, while, at the same time, powering highly targeted engagement and marketing opportunities. In his session at @ThingsExpo, Nathan Treloar, President and COO of Bebaio, will explore examples of brands transforming their businesses by t...
The 3rd International WebRTC Summit, to be held Nov. 4–6, 2014, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA, announces that its Call for Papers is now open. Topics include all aspects of improving IT delivery by eliminating waste through automated business models leveraging cloud technologies. WebRTC Summit is co-located with 15th International Cloud Expo, 6th International Big Data Expo, 3rd International DevOps Summit and 2nd Internet of @ThingsExpo. WebRTC (Web-based Real-Time Communication) is an open source project supported by Google, Mozilla and Opera that aims to enable bro...
WebRTC has had a real tough three or four years, and so have those working with it. Only a few short years ago, the development world were excited about WebRTC and proclaiming how awesome it was. You might have played with the technology a couple of years ago, only to find the extra infrastructure requirements were painful to implement and poorly documented. This probably left a bitter taste in your mouth, especially when things went wrong.
SYS-CON Events announced today the Containers & Microservices Bootcamp, being held November 3-4, 2015, in conjunction with 17th Cloud Expo, @ThingsExpo, and @DevOpsSummit at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. This is your chance to get started with the latest technology in the industry. Combined with real-world scenarios and use cases, the Containers and Microservices Bootcamp, led by Janakiram MSV, a Microsoft Regional Director, will include presentations as well as hands-on demos and comprehensive walkthroughs.
The 17th International Cloud Expo has announced that its Call for Papers is open. 17th International Cloud Expo, to be held November 3-5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA, brings together Cloud Computing, APM, APIs, Microservices, Security, Big Data, Internet of Things, DevOps and WebRTC to one location. With cloud computing driving a higher percentage of enterprise IT budgets every year, it becomes increasingly important to plant your flag in this fast-expanding business opportunity. Submit your speaking proposal today!
With the Apple Watch making its way onto wrists all over the world, it’s only a matter of time before it becomes a staple in the workplace. In fact, Forrester reported that 68 percent of technology and business decision-makers characterize wearables as a top priority for 2015. Recognizing their business value early on, FinancialForce.com was the first to bring ERP to wearables, helping streamline communication across front and back office functions. In his session at @ThingsExpo, Kevin Roberts, GM of Platform at FinancialForce.com, will discuss the value of business applications on wearable ...
In his session at @ThingsExpo, Lee Williams, a producer of the first smartphones and tablets, will talk about how he is now applying his experience in mobile technology to the design and development of the next generation of Environmental and Sustainability Services at ETwater. He will explain how M2M controllers work through wirelessly connected remote controls; and specifically delve into a retrofit option that reverse-engineers control codes of existing conventional controller systems so they don't have to be replaced and are instantly converted to become smart, connected devices.
SYS-CON Events announced today that HPM Networks will exhibit at the 17th International Cloud Expo®, which will take place on November 3–5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. For 20 years, HPM Networks has been integrating technology solutions that solve complex business challenges. HPM Networks has designed solutions for both SMB and enterprise customers throughout the San Francisco Bay Area.
All major researchers estimate there will be tens of billions devices - computers, smartphones, tablets, and sensors - connected to the Internet by 2020. This number will continue to grow at a rapid pace for the next several decades. With major technology companies and startups seriously embracing IoT strategies, now is the perfect time to attend @ThingsExpo, November 3-5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. Learn what is going on, contribute to the discussions, and ensure that your enterprise is as "IoT-Ready" as it can be.
SYS-CON Events announced today that Pythian, a global IT services company specializing in helping companies leverage disruptive technologies to optimize revenue-generating systems, has been named “Bronze Sponsor” of SYS-CON's 17th Cloud Expo, which will take place on November 3–5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. Founded in 1997, Pythian is a global IT services company that helps companies compete by adopting disruptive technologies such as cloud, Big Data, advanced analytics, and DevOps to advance innovation and increase agility. Specializing in designing, imple...
Too often with compelling new technologies market participants become overly enamored with that attractiveness of the technology and neglect underlying business drivers. This tendency, what some call the “newest shiny object syndrome,” is understandable given that virtually all of us are heavily engaged in technology. But it is also mistaken. Without concrete business cases driving its deployment, IoT, like many other technologies before it, will fade into obscurity.
With the proliferation of connected devices underpinning new Internet of Things systems, Brandon Schulz, Director of Luxoft IoT – Retail, will be looking at the transformation of the retail customer experience in brick and mortar stores in his session at @ThingsExpo. Questions he will address include: Will beacons drop to the wayside like QR codes, or be a proximity-based profit driver? How will the customer experience change in stores of all types when everything can be instrumented and analyzed? As an area of investment, how might a retail company move towards an innovation methodolo...